Primeiramente, devemos saber que Don’t Let Me Be Misunderstood é uma reinterpretação da canção originalmente gravada por Nina Simone em 1964, e tem sido regravada por vários outros artistas ao longo dos anos. Porém, não é novidade que Lana Del Rey traga em seu álbum alguma canção da cantora, já que no álbum Ultraviolence há The

Quando Lana Del Rey divulgou o álbum Ultraviolence no ano passado (2014), houve um detalhe que chamou muito a minha atenção e que até hoje me encanta: o tema de fundo do álbum, caracterizado pelo uso da flor Hydrangea macrophylla, popularmente conhecida como hortênsia. Quando eu escutei Old Money pela primeira vez, me deparei com

Por Raphaella Paiva

A cantora Lana Del Rey pode ser conhecida por muitos como uma artista melancólica, profunda e dona de ares da Hollywood de Ouro, mas poucos tiveram a atenção de notar que ela também possui um ar de realeza que vai muito além de suas composições. O que isso quer dizer? Bem, preparem-se, senhoras

O site We Got This Covered divulgou no dia 15 deste mês um lista de motivos para que Ultraviolence, novo álbum de Lana Del Rey, seja considerado o álbum do ano. Confira a tradução abaixo:
 
10 Motivos para que o Ultraviolence, novo álbum de Lana Del Rey, seja considerado o álbum do ano.
No dia 13 de

Talvez essa seja a música mais sincera e vulnerável que já ouvimos na voz da Lana Del Rey. Pode até parecer a mais deslocada do álbum pra muitos fãs, mas é com certeza a canção que mais sentimos dor e nos arrepiamos a cada verso.
Pra quem não sabe, esse é um cover da música gravada

 
Foi divulgada na madrugada de hoje (17) uma entrevista feita pela MTV da Alemanha em que Lana falou um pouquinho sobre cada uma das faixas do Ultraviolence. Leia abaixo a transcrição traduzida e o áudio.

Cruel World:Cruel World foi a primeira música que a minha banda e eu, em Nashville, começamos a tocar. E esse momento

 
“Não quero glamourizar a morte”
Lana Del Rey em uma grande entrevistas sobre desejos de morte, seu namoro e porque mudou de nome

Ela apaga seu cigarro um pouco bruscamente.
“Sim, às vezes eu queria estar morta, mas não glamourizo a morte ou o suicídio.”
Lana se desculpa, se levanta e começa a mexer na máquina de expresso em

TOPO