No ano de 2014, Lana Del Rey foi capa e recheio da Rolling Stone durante o lançamento do álbum “Ultraviolence“. Para celebrar, a revista elaborou na época um artigo sobre as maiores influências de Lana Del Rey.
Confira a tradução.

Desde os cantores românticos dos anos 60 aos contemporâneos ultraviolentos do hip hop, aqui estão algumas das vanguardas

“She wore blue velvet, bluer than velvet was the night; softer than satin was the light from the stars…” Ah, Blue Velvet, essa melodia suave, melancólica e sombria que foi um divisor de águas entre o que achavam de Lana Del Rey e o que ela realmente se tornou: um ícone digno de cultura e

TOPO