Site ‘NME.com’ publica lista com 50 fatos estranhos sobre Lana Del Rey

por / segunda-feira, 27 outubro 2014 / Publicado emNotícias

nme 50

Em maio deste ano, o site NME. com publicou uma lista com 50 fatos curiosos sobre Lana, sua vida e sua carreira e vocês podem conferir a tradução a seguir:

50 Fatos Estranhos Sobre Lana Del Rey

 

1. West Coast de Lana Del Rey é o primeiro single a ser lançado de ‘Ultraviolence‘. Ele foi escrito com Rick Nowel, e o álbum é produzido por Dan Auerbach, do The Black Keys, em Nashville. Aqui estão mais 47 fatos* estranhos que você pode não saber sobre Lana Del Rey…
*Optamos por traduzir apenas 48 dos 50 fatos pela repetição de um deles e pela falta de sentido de outro. Você pode conferir a lista na íntegra e em inglês clicando aqui.

2. Lana – nome real Lizzy Grant – se mudou para New York City aos 18 anos para estudar Metafísica na Fordham University. Metafísica para os leigos é o entendimento com explicações da natureza fundamental do ser. Você sabe, existencialismo e tal. Toda a coisa profunda.

3. Foi enquanto estava na Fordham University que ela diz que “sua experiência musical começou.”

4. Elizabeth Woolridge Grant nasceu em Lake Placid, no norte do estado de Nova York. Ela se mudou de volta pra New York City aos 18 anos depois de três anos num internato em Connecticut.

5. Del Rey diz que foi enviada a Connecticut parcialmente para lidar com seu vício em álcool. “Pensar em nunca mais beber era assustador”, ela disse depois, “mas uma vez que eu consegui não era mais tão difícil, porque eu tinha todos esses milagres acontecendo que me deixavam saber que eu estava exatamente no caminho certo.”

6. Apesar de ela estar limpa há 11 anos, ela diz que a falta de respeito em alguns lugares às vezes a faz querer beber outra vez. “Quando eu sinto que as pessoas não gostam da [minha] música e que os 10 anos que eu passei fazendo o que eu fiz não era uma boa razão, isso faz com que eu queira beber de novo”, ela disse recentemente.

7. Antes de ela se tornar LDR, Elizabeth Grant fez um álbum chamado “Sirens” sob o nome May Jailer.

8. Quando Lizzy Grant fez a mudança de nome pela primeira vez, ela se nomeou Lana Del Ray com um ‘a’, tipo Man Ray. ‘Ray’ se tornou ‘Rey’ rapidamente seguido com o lançamento a de seu primeiro álbum por causa das reclamações da gravadora.

9. Um álbum – Lizzy Grant a.k.a. Lana Del Ray – foi lançado digitalmente em 2010 pela gravadora 5 Points, mas foi rapidamente suprimido quando os agentes da cantora compraram de volta o contrato pra ela poder assinar um contrato maior com a Intercope e Polydor.

10. Os demos não-lançados de Sirens, de 2006, vazaram no YouTube no verão de 2012. Procure os rastros da evolução da superstar se você quiser, e se admire com a falta de qualidades de produção.

11. A cantora disse a Vogue que o nome surgiu quando ela estava visitando amigos cubanos em Miami e falando espanhol com eles. “Lana Del Rey nos lembrou do glamour do litoral.”, ela disse. “Ele soou lindo vindo da ponta da língua.”

12. Lizzy Grant assumiu um número de nomes antes de decidir por Lana Del Rey, e a maioria deles (ao lado de seu nome de palco, claro) foi provavelmente Sparkle Jump Rope Queen.

13. Sparkle Jump Rope Queen colocou uma música chamada ‘Elvis’ em seu perfil do MySpace em 2008, e é aí que está adormecida a Pompéia virtual da internet, ao lado de ‘Blue Ribbon’ e ‘Axl Rose Husband’.

14. Lana foi lançada ao rumor de namorar Axl Rose em 2012. Ela corajosamente se transformou ao fazer um show pequeno no Jazz Cafe em Londres com uma camiseta do Guns ‘n’ Roses quando a especulação estava no auge.

15. Srta. Grant é descendente de escoceses, assim como Axl Rose (o que provavelmente deu à mídia algo pra falar quando eles estavam ou não namorando).

16. Uma das faixas bônus do novo álbum se chama ‘Guns And Roses’. As outras faixas bônus são chamadas ‘Black Beauty’ e ‘Florida Kilos’.

17. ‘Video Games’ não apenas se tornou uma sensação viral quando foi colocada no YouTube como também ganhou um prêmio Ivor Novello por melhor single do ano.

18. Video Games agora foi visto aproximadamente 60 milhões de vezes.

19. Chuck Grant, irmã de Lana Del Rey, faz uma aparição em ‘Ride’; isso mesmo, aquele assustador com todos os Hell Angels. A irmã mais nova de Lana é uma fotógrafa graduada na Parsons School of Design, e é responsável por maioria das fotos promocionais de sua famosa irmã mais velha.

20.  ‘Born To Die’ – tecnicamente o segundo álbum de estúdio de Lana Del Rey – ficou nos primeiros lugares dos mais ouvidos em 11 países, incluindo Reino Unido, Austrália, França e Alemanha. Também alcançou o topo em 18 países na lista do iTunes.

21. ‘Born To Die’ vendeu sua milionésima cópia nos EUA em março de 2014.

22. O clipe para a faixa título foi dirigido por Yoann Lemoine, e foi o primeiro clipe pop que a França já permitiu ser filmado no Fontainebleau; “o único castelo Real e imperial a ser continuamente inabitado por sete séculos.”

23. ‘Ride’ foi o primeiro single lançado de ‘Born To Die: The Paradise Edition’ – ele tem um monólogo estendido no começo: “Eu estava no inverno da minha vida e os homens que conheci ao longo da estrada foram meus únicos verões…”. Gloriosamente teatral como sempre.

24. Rob Grant – pai de Del Rey – é um empreendedor da internet e milionário. Ele fez sua fortuna com sagazes investimentos em domínios.

[nota do LDRA: não sabemos até onde esse fato é verdadeiro já que, muitas vezes, Lana o negou, embora a mídia continue alegando a notícia].

25. Lana Del Rey fez o vídeo caseiro de ‘Video Games’ sozinha em seu MacBook.

26. Seu amigo e às vezes mentor, Princess Superstar, teve que dizer: “Eu nunca entendi essa controvérsia sobre se ela é real ou fake. Todos os artistas têm uma persona. Ela não foi montada por uma gravadora. Essas são as canções dela, suas melodias, sua voz – ela sempre teve essa estética sessentista.”

27. A primeira gravadora de Del Rey, 5 Points, refuta qualquer sugestão de que a cantora foi impulsionada financeiramente. “Toda essa coisa de que ela foi bancada por um pai milionário é idiotice, basicamente”, o diretor da gravadora, David Nichtern, disse a MTV. “Seu pai nunca teve algo a ver com o apoio à criatividade dela.”

28. O rumor sobre o preenchimento de colágeno nos lábios foi veementemente negado pela cantora. “Eu nunca fiz coisa alguma… Meus lábios são extravagantes”, ela disse em uma entrevista. “É só o jeito que eles ficam quando eu canto.”

29. Ela descreve seu look como uma ‘Nancy Sinatra gângster’. Ou é proposital? Acontece que o agente de Del Rey foi o responsável. “Assim que isso saiu dos lábios dele, a frase ficou grudada como cola”, ela disse. “Eu passei malditos oito anos escrevendo lindas canções e alguém em uma reunião disse ‘Nancy Sinatra gângster’ e foi isso. É monstruoso.”

30. Lana cita o ficcional Humbert Humbert – o protagonista do livro Lolita, de Nabokov – na música ‘Off To The Races’, usando a frase ‘luz da minha vida, fogo da minha virilidade’.

31. Lolita é algo que a motiva em seu trabalho, não é pra menos que ela se inspirou pra uma música chamada, er, ‘Lolita’.

32. Suas influências literárias são vastas, com sua primeira grande inspiração vinda do poeta beat Allen Ginsberg quando ela tropeçou sobre o poema ‘Uivo‘ aos 15 anos.

33. Fãs de ‘Laranja Mecânica’, de Anthony Burgess, irão reconhecer o título Ultraviolence [ultraviolência] imediatamente.

34. Lana assinou um contrato com a agência de modelos Next Model Management em Janeiro de 2012, tornando-se parte da “asa de talentos” na companhia de Jane Birkin, Alexa Chang, Kelis e Ellie Goulding.

35. Em Outubro de 2012, Del Rey estrelou uma memorável campanha da H&M no qual astutos anunciantes usaram a música Blue Velvet, de Bobby Vinton (embora o clássico tenha sido gravado em 1963, ele é eternamente sinônimo do filme de mesmo nome do David Lynch, de 1987. Del Rey ama Lynch).

36. Lana Del Rey, se você não estiver informado, é a mais recente Rainha do Sadcore. O neologismo foi primeiramente inventado para Cat Power em 2006, mas Del Rey o tomou quando ‘Video Games’ dominou a blogosfera seis anos depois.

37. Desde então ela foi rotulada no Hollywood Sadcore, um gênero que basicamente inclui Lana Del Rey e ninguém mais.

38. A faixa de músicas do ‘Ultraviolence’ foi recentemente enviado à imprensa e, dentro de minutos, sobrancelhas foram arqueadas na Twittersfera com uma música chamada “Fucked My Way Up To The Top”.

39. West Coast já foi remixada por um bocado de artistas, incluindo Four Tet e Camo & Krooked.

40. Tatuada na mão esquerda de Del Rey está a palavra “paradise” [paraíso] e a inicial “M”, de sua avó Madeleine. E “trust no one” [confie em ninguém] na outra mão.

41. LDR cantou no Coachella no início do ano e ela está programada para cantar nesse ano no Rock en Seine, em agosto em Paris. Oh, e há um pequeno show em questão na Worthy Farm em 28 de junho.

42. Até a data (esses fatos são de março), ela tem 387 milhões de visualizações em seu canal oficial do YouTube e mais de um milhão de inscritos.

43. Mas isso é só metade, porque na Vevo ela tem 470 milhões de visualizações e 2.1 milhões de inscritos.

44. De acordo com a Next Big Sound, sua conta do Soundcloud foi tocada 22.6 milhões de vezes (novamente, os fatos são de março). Atualmente ela tem 4.814.531 seguidores.

45. Sua inspiração principal – estranhamente como pode soar – foi Kurt Cobain. Ela disse que assistir ‘Heart Shapped-Box’ na MTV aos 11 anos a iniciou em suas canções: “Eu o achei a pessoa mais linda que eu já tinha visto. Mesmo naquela idade, eu realmente me relacionei com a tristeza dele.”

46. Lana Del Rey foi chamada por Kanie West para cantar em seu casamento com Kim Kardashian – ou ao menos é o que as revistas e reportagens de Hollywood dizem. Diga que sim!

47. Lana é uma fã do Liverpool FC. “Eu amo assistir o Luis Suárez jogar”, ela disse.

48. No ano passado, Lana fez parte da trilha sonora de O Grande Gatsby, de Baz Luhrmann (inspirado no livro de F. Scott Fitzgerald), e ‘Young And Beautiful’ recebeu belos milhões de downloads.

 

Tradução por Raphaella Paiva

Redação LDRA
Down on the west coast. They got a saying...
TOPO