ANÁLISE | Driving In Cars With Boys: a vida selvagem e América de Lana Del Rey

por / sábado, 16 novembro 2013 / Publicado emAnálises, Colunas

driving

Driving in cars With Boys tem alguns dos tópicos preferidos de Lana em suas composições, a vida selvagem e a América. A letra descreve a vida da personagem que passou toda sua juventude curtindo e fazendo loucuras, sem se importar com as consequências de suas atitudes.

Alguns aspectos da letra mostram que a personagem está a beira da morte, contando sobre toda a sua vida. Ela diz diversas vezes que está indo embora e que agora já sabe pra onde vai. Também diz que nasceu pra viver rápido e morrer jovem, deixando um belo cadáver.

Analisando isso com a cronologia da música, é possível entender que a personagem é de fato uma jovem que está a beira da morte contando sobre como viveu a vida. No último trecho, antes da repetição final do refrão, ela também cita coisas luxuosas que possui e diz que garotas só querem se divertir, o que, de certa forma, explica o motivo dela ter escolhido viver a vida selvagem e morrer tão cedo. Ela não queria envelhecer e correr o risco de perder todo o poder que tinha, então aproveitou ao máximo e se entregou a morte para não sofrer.

A melodia não é muito influente nessa canção, mas a voz aguda de Lana é importante, pois cria uma referência a juventude. Driving In Cars With Boys tem uma letra repleta de entrelinhas, mas ao mesmo tempo muito clara, um paradoxo clássicos das canções Del Rey. É uma música forte na letra, porém não tanto na melodia, mas ainda assim incrível!

Clique aqui para ouvir a canção e conferir a letra e tradução.

Por Bruna Barcelos 

Redação LDRA
Down on the west coast. They got a saying...
TOPO