Lana Del Rey fala sobre o SNL, Europa, relação com fãs e muito mais à rádio LIVE 105,3 de San Francisco

por / quarta-feira, 07 março 2012 / Publicado emEntrevistas

Live 105

Lana Del Rey foi entrevistada por Miles The DJ na rádio LIVE 105,3 de San Franciso nesta quarta-feira (07) e falou sobre sua apresentação no SNL, relação com os fãs, Europa e Amoeba Music.

A cantora também cantou Blue Jeans e Video Games antes da entrevista, mas os vídeos não estão disponíveis.

Confira a tradução e o áudio a seguir:


Entrevistador: Aqui é o DJ Miles ao vivo na estação 105 e eu sinto que devemos apenas ter uma conversa agora, entende?
Lana Del Rey: Eu fico feliz…

Eu não estou tentando agir como “hey, eu vou te entrevistar agora”.
Eu concordo.

Eu sou fã, eu quero discutir coisas, sabe?
Voz ao fundo: Ela vai poder sentar na sua cadeira?

Sim, eu estou dando a ela minha cadeira agora. Eu quero agradecê-la por vir, porque você me inspirou para que eu limpasse meu escritório hoje.
(Risos) Inspirei?

Geralmente é uma absoluta bagunça, daí eu pensei: Sabe, a Lana Del Rey estará aqui, uma das maiores artistas musicais do planeta. Eu tenho de assegurar que tudo esteja arrumado.
Na verdade está tudo ótimo.

lana-and-me_mg_8961

Você acabou de performar algumas músicas para nós, como foi?
Muito bom, é sempre bom tocar com os meninos, eu tenho tocado com Blake com o Byron esse ano, então só montamos poucos instrumentos. Quando eu toco em rádios, usamos guitarra, teclados, um piano eletrônico, quando temos um. Então, sim, foi muito bom, não é difícil…

Muito legal. Você sabe o que está fazendo!
Eu sei o que estou fazendo!

Você não está fazendo música há apenas um minuto, eu digo, Born to Die acabou de sair, é seu primeiro álbum como Lana Del Rey, mas você tem feito música por um longo tempo, então você meio que… a essa altura, você sabe o que está fazendo, você sabe fazer música.
Sim, eu estou bem familiarizada com meu próprio jeito de fazer as coisas, eu as faço do meu jeito. Eu tenho escrito minhas próprias coisas há um longo tempo e eu realmente tenho amado isso.

Antes do Born to Die sair, é verdade que você lançou algumas músicas sob seu nome real, Lizzy Grant?
Eu meio que… eu tinha um primeiro álbum, que também era bonito, mas que também foi lançado sob Lana Del Rey. E eu tive um EP em 2008 sob o nome de Lizzy Grant, tinha umas três faixas.

Seria justo dizer que Born to Die, o novo álbum, tem uma direção musical nova? [em relação ao outro álbum e ao EP] Não, é um novo álbum, mas é exatamente no mesmo tipo de… eu digo, minhas inspirações e minhas motivações meio que têm sido as mesmas desde que eu era jovem e, quando eu escrevo, eu geralmente estou tentando documentar o jeito com que as coisas acontecem na minha vida, mas em forma de canção. Então, sim, o álbum é parecido, mas são novas canções.

Você está surpresa com toda campanha publicitária e com toda a atenção que você está atraindo? Você é uma artista razoavelmente nova, como isso aconteceu? Parece que… um dia eu estou caminhando, indo para o trabalho e você não está na minha vida. De repente, no dia seguinte, eu só ouço falar da Lana Del Rey e estou ouvindo o álbum dela.
(Risos) Bem, eu sinto muito quanto a isso.

Eu sou fã, eu estou falando sério.
Sim, não foi o que eu planejei, eu meio que tive uma vida calma nos últimos dez anos, fazendo música e escrevendo no Brooklyn e no Bronxs… Por anos e eu… Eu não sei… Eu sempre fui apaixonada por escrever músicas e adicionar vídeos. Então, antes de postar Video Games, eu escrevi meu primeiro álbum e também postei meus treze vídeos, porque eu fiz vídeos para todos as faixas do meu primeiro álbum. Sim, eu digo, eu acho que quando Fearne Cotton –  que é uma das djs de rádio mais famosas da Europa –  começou a tocá-la [Video Games], as coisas começaram a mudar um pouco, porque só há uma grande estação de rádio na Europa, então isso mudou o foco do meu primeiro contrato a partir daquele momento.

tumblr_mmk3jxO6Cf1s6ckoho3_1280

Você tem recebido muito amor da Europa ultimamente, você ganhou um Brit Award não faz muito tempo e parece que a Europa é uma audiência que você aprecia e que significa muito pra você.
Eles têm me dado muito apoio, como na vez em que eu senti como se eu… Você sabe, eu fiz muita coisa independentemente por um longo tempo, então, eu gerenciava meus próprios shows, eu fazia minhas próprias escolhas, eu fazia o que eu queria fazer  e então, quando mais pessoas se envolveram e começaram a ter opiniões sobre o que eu estava fazendo, eu me senti necessitada de apoio, e a Europa simplesmente abriu seus braços pra mim e isso fez eu me sentir bem-vinda,  como se qualquer decisão que eu tomasse estivesse okay e eu pude ser criativa, então eu sou grata. E você sabe, me dar um Brit Award foi um reconhecimento, isso [o prêmio] é tão importante por aqui…

Agora você está na Costa, nossos braços estão abertos pra você. Se as pessoas tirarem fotos… tipo os paparazzi agora, você está se acostumanda com isso agora? [alguém está tirando fotos no estúdio], porque eu não estou, essa é minha primeira vez.
[Risos] É verdade? Cale a boca.

Sim!
Você está vestindo uma bela jaqueta de couro para a ocasião.

Obrigado, eu quis que você estivesse aqui, então quis me vestir bem. Obrigado.
São dez da manhã, então às vezes eles estão tirando fotos.

Numa escala de 1 a 10, quanto você gosta de falar sobre o “Saturday Night Live”?
Cinco, eu acho, eu meio que já estou acostumada com isso.

A gente não precisa entrar em detalhes sobre a performance, todo mundo sabe, você se apresentou e o feedback foi meio misto, mas eu acho que foi uma coisa boa, porque vai acontecer que eles vão chamá-la de volta, e você vai voltar lá e mostrar do que capaz, porque todo mundo vai assistir e ver o que você vai fazer, isso vai torná-la ainda melhor. É minha teoria.
É possível. Bem, o jeito que eu me sinto em relação a isso é… Eu realmente gostei da minha apresentação, eu me apoio no que eu faço. Eu não sou uma cantora comum, eu faço o que eu quero: se eu me sentir, você sabe, de mau humor, e se eu quiser me apresentar de uma certa forma, eu o faço, não importa se é no Saturday Night Live, ou se eu estou no Amoeba [Amoeba Music] numa loja de discos. Eu não vou ser mais “normal” só porque eu estou numa plataforma nacional.

Com certeza!
Eu acabei de sair de uma turnê mundial ao redor da Europa em todo lugar, sabe… China… E eu simplesmente continuei a fazer o que eu estava fazendo. Mas eles, você sabe, eles sempre vão dizer coisas a meu respeito, não importa o que eu faça. A performance realmente não importa, eles vão apenas dizer alguma coisa.

Foi como uma situação em que você se eleva e eles te reduzem, certo?
Sim, mas eu estou numa posição em que eu não me importo. Eu, na verdade, não tenho nada a ver com o que eles dizem, ou pelo menos com o que eles escrevem.

Você falou do Amoeba e que esteve numa das lojas em São Francisco há algumas semanas, como foi?
Foi maravilhoso, não era pra ser um show oficial, mas eu realmente…. Você sabe, todos que compareceram me conheciam tão bem apenas através de minhas letras… E eu fiquei lá por sete horas depois do show, conhecendo as pessoas.

tumblr_mmk3jxO6Cf1s6ckoho2_1280

Sete horas?
Sim, eu e o meu empresário pegamos um carro às 1:00 para LA eu fiquei  lá parada, falando com todo mundo e nós estamos conversando uns com os outros sobre o que música significava para nós e trocando e me passando e-mails com suas informações e suas músicas, porque você sabe, eu tenho um relacionamento com eles, eu tenho interesse nas pessoas que estão interessadas em mim… São essas pessoas que eu quero…

Eu sou uma dessas pessoas!
Sério?

Sim.
Então me dê o seu número!

Sim, sim, eu vou te dar meu número, eu tenho um cartão bem aqui. Pegue-o.
Obrigada!

Mais uma coisa que eu gostaria de te perguntar: Quando poderemos esperar um show seu na Costa?
Essa é uma boa pergunta! Nós temos falado sobre isso aqui. Eu tenho três noites preparadas para Los Angeles. Eu não tenho as datas oficiais divulgadas ainda, então eu só espero que eu possa cantar em São Francisco e São Diego também…

Okay!
Hmm, eu não sei.

Mas vai ter o show, não é?
Definitivamente.

Uma hora a gente descobre.
Sim, senhor.

Lana Del Rey, obrigado por seu tempo.
Obrigada!

Okay!

 

Por Miles The DJ
Tradução por Max Lima

 

Confira fotos dos bastidores em nossa galeria clicando aqui.

Redação LDRA
Down on the west coast. They got a saying...
TOPO