‘É engraçado, realmente tenho vivido uma vida tranquila durante os últimos anos’, confira a entrevista de Lana Del Rey ao The Sun

por / quinta-feira, 26 janeiro 2012 / Publicado emEntrevistas

Sun 1

Em janeiro de 2012, Lana Del Rey concedeu uma entrevista exclusiva para o jornal britânico The Sun, um dos tabloides mais famoso do mundo, conhecido pelos seus textos sensacionalistas. Na entrevista, ela fala sobre sua vida, seus fãs e muito mais, confira:


A belíssima cantora norte americana é a nova estrela mais brilhante a surgir no cenário musical, com seu álbum de estreia Born To Die indo direto para o topo das tabelas na próxima semana.

Ela é, sem dúvida, mais do que apenas uma voz hipnótica – e que só pode ser uma má notícia para o professor da Sun Brian Cox .

Lana tem o prazer de oferecer uma teoria sobre a origem do universo, isso graças a seus estudos acadêmicos na metafísica.

Isso relega o Professor Cox para a segunda estrela pop mais bem parecida que também é capaz de explicar o Big Bang.

Mas a humilde Lana se recusa a soprar o seu próprio trompete e apenas se ri dele.

Ela diz: “A metafísica é menos simples do que a maioria dos assuntos/temas. Não tem nenhum objetivo. É diferente de astrofísica, com a diferença de que não há verdadeira carreira você pode ir para além de ser um filósofo. É uma ciência de perguntas sem respostas. Há toneladas de teorias. O principal problema que os filósofos têm que descobrir é: ‘Como é que a origem da realidade veio a ser? Eu estava no show de Jonathan Ross com Brian Cox e ouvia eles falando sobre isso mesmo.  Eu pensei que era engraçado porque Jonathan fez a pergunta que as pessoas continuam voltando para – o que acontece antes do Big Bang? Essa é a pergunta que há tantas teorias para. É um mistério para mim, mas eu penso nisso todos os dias.”

Lana, de Lake Placid no interior de Nova York, tem fascinado o mundo com sua voz sensual em grande hit de rádio, Video Games. Foi visto no YouTube mais de 20m milhões de vezes, o que não é nenhuma maravilha. Sua voz pode parar você em suas trilhas.

A cantora de 25 anos de idade – que descreve seu estilo único como “Nancy Sinatra gângster” – tem a aparência de uma estrela de Hollywood e seus cabelos ruivos e lábios “picada de abelha” tiveram empresas de moda brigando por ela.

Ela também tem uma presença real, virando cabeças em uma sala, mesmo em sua calça jeans e uma jaqueta.

Eu a vi cantar três vezes agora e você poderia ouvir um alfinete cair no quarto o tempo todo.

E nos últimos anos, ela tem trabalhado em programas de extensão para a recuperação de alcoólicos nos EUA. Mas fazê-la falar sobre isso é difícil – ela está com medo de ser criticada.

Em sua adolescência, ela era selvagem e sua educação tem sido fonte de muito debate, com a especulação sobre a sua riqueza.

E porque ela parece boa demais para ser verdade, alguns cínicos têm decidido que é o caso.

Todos os tipos de absurdo foram escritos sobre ela ser um ato fabricado. É tudo baseado em sua mudança de seu nome de Lizzy Grant para Lana Del Rey. Mas ninguém se preocupou sobre Iggy Pop, David Bowie, Alice Cooper ou Sir Elton John fazendo isso.

Seus nomes reais são James Osterberg, David Jones, Vincent Furnier e Reginald Dwight, respectivamente.

Lana diz: “É engraçado, realmente tenho vivido uma vida tranquila durante os últimos anos. Eu tinha um namorado “on/off” e nenhum de nós bebeu e passamos muito tempo chegando e conhecendo outras pessoas que não querem beber mais. Aliás, tem sido a minha vida nos últimos anos. Eu sempre cantei – eu cantei “downtown”. Eu adorei fazê-lo, mas não era o foco principal… principal. (repetido por ela). Eu acho que as pessoas querem dizer que eu sou de um fundo muito rico. É como se, independentemente do que eu digo, as pessoas realmente ficsionam coisas. Mas a verdade é que o meu pai não era um milionário. Ele é um inovador e empreendedor. As pessoas realmente fazem respeitar seu trabalho. Ele é um dos meus melhores amigos. Mas crescer, nós éramos como qualquer outra pessoa. Eu tenho um irmão e uma irmã mais nova. Minha irmã é realmente uma fotógrafa bastante conhecida em Nova York. Nós sempre fomos artísticos nossas maneiras diferentes. Eles são ambos muito musicais – a minha irmã foi o que foi a estrela em cada plano e eu não era. Eu estava preocupada, eu realmente estava. Eu pensei que iria ser uma escritora.”

Se você precisasse de alguma prova de que Lana é terra-a-terra, sua interação com seus fãs é algo que eu nunca vi antes.

Mas, dada a velocidade a que ela está se aproximando pop estrelato, é algo que não pode continuar. Ela diz: “Eu ainda ando na rua e faço minhas coisas, corro, compro tudo, faço meus compromissos e coisas assim. Na Califórnia e em Londres eu estou sendo cada dia mais e mais reconhecida. São geralmente momentos realmente amigáveis ​​- alguém vai apenas dizer: ‘É você?’, e eu costumo apenas dizer, ‘sim’. Então, nós simplesmente acabamos falando e sendo amigos. Eu acabei ficando amiga de muitos fãs que conheci. Eu tive jantares e coisas do tipo em Nova York. É doce. Uma vez por semana eu fico on-line com a minha webcam, com os meus fãs. Eu acho que é só porque eles têm sido a única coisa que foi consistente. Tudo o resto foi tão para cima e para baixo, há pessoas que estão lá há anos, por isso então nós apenas checamos uns aos outros. É muito engraçado. Eu estive conversando com duas meninas na Alemanha durante anos.”

Como eu sou do norte da fronteira, a melhor coisa para mim sobre Lana é sua herança escocesa. Celebridades americanas gostam de se gabar de um parente distante que já lutou com o monstro de Loch Ness.

Mas Lizzy Grant tem genuinamente um Jimmy, Davey, Bobby e Robbie em sua família próxima.

Ela diz: “Eu sou escocesa. Sim, nós temos nossa crista escocesa em casa, vovô faz. Bob, e então há Davey e Jimmy e Robbie. As raízes da família estão em Lanarkshire e eu definitivamente quero visitar em algum momento. Eu tenho raízes principalmente escocesas – ‘Hills’ do lado da minha mãe e ‘Grants’ do meu pai.”

O álbum de Lana, Born to Die, sai em 30 de janeiro.

 

Por Gordon Smart
Tradução por Rita Miranda

Redação LDRA
Down on the west coast. They got a saying...
Tagged under: , ,
TOPO